O que é Autenticação de Dois Fatores (2FA)? e por que você precisa de um?

O que é Autenticação de Dois Fatores (2FA)?

A autenticação de dois fatores (2FA) é um recurso que exige que um usuário apresente dois tipos diferentes de evidência de identidade antes de ter permissão para acessar uma conta. Esta é uma abordagem fundamental para obter melhor segurança para suas contas. Este método de segurança inclui algo que o usuário sabe e algo a que tem acesso. A autenticação de dois fatores fornece uma segunda camada de proteção para as contas on-line de um usuário, além da senha do usuário. Com o 2FA, um usuário faz login na conta on-line, mas em vez de obter acesso imediato, ele deve fornecer informações adicionais, como um número de identificação pessoal (PIN), um código de verificação único, respostas a perguntas que apenas o usuário conhece e assim por diante. Em alguns casos, o 2FA envia uma mensagem de texto para o celular do usuário.

Por que a 2FA (Autenticação de Dois Fatores) é importante?

A autenticação de dois fatores é a defesa mais altamente recomendada para impedir que um invasor sequestre a conta de um usuário, e isso pode salvar vidas ao lidar com esse tipo de ataque cibernético. Se a senha de um usuário for roubada, o ladrão não poderá obter acesso não autorizado à conta do usuário porque outro método de verificação é necessário. Se o seu telefone for perdido ou roubado, ninguém poderá acessar o código de verificação sem saber a senha do seu celular para abrir o texto de verificação ou o aplicativo autenticador. Isso parece ótimo, certo? Mas como funciona a autenticação de dois fatores? Vamos dar uma olhada mais de perto em todo o processo neste artigo. Continue lendo e você se sentirá muito mais seguro no futuro, garantido!

Como funciona o 2FA?

Na sociedade digital de hoje, onde nossas vidas estão intrincadamente entrelaçadas com o mundo, é crucial priorizar a proteção de nossos dados. O aumento constante de ameaças cibernéticas e violações de dados ressaltou a importância da implementação de métodos de autenticação do usuário que vão além das senhas e são mais fortes do que elas. A autenticação de dois fatores (2FA), também conhecida como autenticação multifator (MFA), surgiu como um poderoso escudo para fortalecer nossos reinos digitais, garantindo que apenas indivíduos autorizados possam acessar informações confidenciais.

Em sua essência, a autenticação de dois fatores segue um processo que exige que os usuários forneçam duas formas diferentes de verificação antes de obter acesso às suas contas. O primeiro fator geralmente envolve algo que o usuário sabe, como uma senha ou PIN, que há muito tempo é a abordagem para proteger contas. No entanto, confiar em senhas pode expor as contas a ataques de força bruta e técnicas de adivinhação de senhas.

O segundo fator na autenticação de dois fatores introduz uma camada adicional de segurança. Isso pode ser algo que o usuário possui, como um cartão ou token de segurança física, ou algo inerente ao próprio usuário, como um traço biométrico. A autenticação biométrica ganhou popularidade devido à sua natureza e resistência à replicação, porque cada pessoa tem sua própria biometria única que pode ser usada para proteger seus próprios dados da melhor maneira possível.

A autenticação biométrica, como digitalizações de impressões digitais, reconhecimento facial e varreduras de íris, garante que os usuários autorizados possam desbloquear as portas digitais das contas apenas pelo usuário com essas biometrias. Isso não é ótimo?

Depois de inserir seu nome de usuário e senha (o primeiro fator), o sistema solicita o segundo fator de autenticação. Esta etapa de verificação adicional pode envolver uma senha única (OTP) enviada ao dispositivo móvel do usuário, que ele deve inserir para prosseguir. Alternativamente, pode envolver uma varredura de impressão digital, onde o sistema compara a impressão digital digitalizada com os dados biométricos registrados.

O brilho da autenticação de dois fatores reside em sua capacidade de neutralizar ameaças cibernéticas, mesmo que a senha de um usuário seja comprometida. Mesmo que os hackers consigam obter a senha, eles não podem acessar a conta sem alguma forma de verificação. Essa camada extra de segurança reduz significativamente o risco de acesso e violações de dados, é claro que isso não tem preço ao proteger seus dados.

Muitas indústrias e plataformas on-line estão usando autenticação de dois fatores para proteger seus usuários de possíveis violações de segurança e criminosos cibernéticos, porque todos nós sabemos o quão inteligentes eles são em suas tentativas de roubar contas. Instituições bancárias, plataformas de mídia social, serviços de e-mail e sites de comércio eletrônico são apenas alguns exemplos de entidades que adotaram esse método robusto de autenticação. Na verdade, muitos serviços agora tornam a autenticação de dois fatores obrigatória para os usuários devido à sua eficácia comprovada contra credenciais roubadas e segurança geral.

Em resumo, a autenticação de dois fatores serve como protetora de nossas identidades e fortalece significativamente a autenticação do usuário além de depender apenas de senhas, porque, de acordo com as pesquisas mais recentes, existem técnicas usadas pela IA decifrando até mesmo as senhas mais difíceis por menos de uma hora. Realmente parece assustador, certo? Ao incorporar a autenticação multifatorial com métodos como traços e senhas únicas, essa abordagem multicamadas frustra ameaças cibernéticas e desencoraja a entrada não autorizada. Abraçar os benefícios da autenticação de dois fatores não é uma tendência passageira, mas um passo essencial em direção a um futuro digital, onde podemos navegar com confiança no mundo virtual com paz de espírito. Então, vamos nos unir para abraçar essa maravilha tecnológica e, juntos, salvaguardaremos nossos reinos digitais como nunca antes.

Quais são os diferentes tipos de Autenticação de Dois Fatores (2FA)?

Existem alguns tipos diferentes de autenticação de dois fatores, então vamos dar uma olhada mais de perto neles e nos aprofundar nesses recursos inestimáveis.

  1. 2FA via hardware – Este é um dos tipos mais antigos de 2FA. Ele usa tokens de hardware como um chaveiro, que produz um código numérico a cada 30 segundos, ou pode ser conectado a um computador. Quando um usuário tenta acessar sua conta, ele insere o código de verificação 2FA exibido do dispositivo físico no aplicativo ou conta. Este método de 2FA é fácil de implementar e não requer uma conexão com a internet. Como ele usa um token de hardware, ele tende a ser um dos métodos de autenticação de dois fatores mais seguros, embora possa ser caro para uma empresa configurar e manter para cada usuário. Também é fácil para um usuário perder ou perder o dispositivo de hardware, esse fato pode posicioná-lo em uma situação difícil.
  2. SMS 2FA – Este método de verificação pede ao usuário que forneça seu número de telefone. Quando o usuário faz logon mais tarde, ele é solicitado a inserir um código de verificação (geralmente seis dígitos) que é enviado por mensagem de texto para o telefone do usuário. Esse método de verificação é popular, pois a maioria das pessoas tem telefones com capacidade para SMS e o usuário não precisa instalar um aplicativo em seu telefone. No entanto, um usuário requer recepção de celular para receber a mensagem de verificação e, se perder seu cartão SIM ou telefone, não poderá mais acessar a mensagem de verificação para autenticar. Mais recentemente, uma falha nesse método de autenticação foi descoberta, onde os serviços de SMS poderiam permitir que hackers ass tomassem os números de telefone em minutos, simplesmente pagando a uma empresa para redirecionar mensagens de texto, e isso pode ser um problema real.
  3. 2FA via telefonema – Este método é como o SMS 2FA, exceto que o usuário recebe um telefonema para receber o código de verificação. Este método de verificação tem os mesmos prós e contras que o método de verificação SMS 2FA.
  4. 2FA via e-mail – 2FA via e-mail é bastante comum, como a autenticação de dois fatores via SMS, onde o usuário recebe um e-mail com um código secreto ou senha única (OTP). Em alguns casos, um usuário pode clicar em um link exclusivo no e-mail para conceder acesso à conta em vez de uma senha. Este método tem os mesmos profissionais que o SMS 2FA e 2FA via telefonema, exceto que é necessária uma conexão com a Internet para receber o e-mail de verificação. Além disso, é fácil para o e-mail de verificação ir para a pasta de spam de um usuário e, é claro, se um invasor tiver acesso às suas contas de e-mail, ele também terá acesso à conta on-line.
  5. Aplicativo Authenticator / TOTP 2FA – Este método de verificação requer que o usuário baixe um aplicativo, como Google Authenticator, Microsoft Authenticator, Salesforce Authenticator ou Authy, como exemplos. Quando o usuário faz login no aplicativo on-line a partir de um dispositivo desconhecido, ele é obrigado a abrir o aplicativo autenticador instalado em seu celular (ou no computador, bem como com Authy). O aplicativo autenticador gera um OTP – normalmente de seis a oito dígitos – que é atualizado a cada 30 segundos. Assim que o usuário insere esse código em sua conta on-line, ele terá acesso. Um dos prós aqui é que os aplicativos autenticadores são fáceis de implementar e usar, onde o usuário recebe imediatamente uma notificação push com a senha de verificação gerada automaticamente e não precisa esperar para receber um SMS ou e-mail. Por outro lado, qualquer pessoa que tenha acesso ao telefone ou computador do usuário pode comprometer sua conta.
  6. 2FA via biometria – Este tipo de 2FA é uma tecnologia promissora que utiliza a biometria de um usuário como token – a impressão digital, retina e reconhecimento facial ou de voz do usuário. Este método de verificação é fácil de usar, considerado o tipo mais seguro de 2FA e não requer uma conexão com a Internet. No entanto, armazenar os dados biométricos de um usuário pode levar a problemas de privacidade, e esse método requer câmeras e scanners especiais, mas é claro que é o mais seguro disponível.
  7. Códigos de backup – Os códigos de backup são um método alternativo de verificação se um usuário perder seu telefone celular ou não conseguir obter códigos por meio de texto, chamada de voz ou um aplicativo de autenticação para smartphone. Se o usuário não tiver sua chave de segurança, ele poderá usar esses códigos únicos para fazer login. Um usuário pode gerar um conjunto de 10 códigos sempre que quiser. Depois de criar um novo conjunto, o conjunto antigo fica automaticamente inativo.

SMS 2FA – Este método de verificação solicita que o usuário forneça seu número de telefone.

Quem deve usar 2FA?

Proteger sua identidade é mais crucial agora do que nunca. Com o número crescente de ameaças cibernéticas e a evolução dos ataques cibernéticos e abordagens para roubo de identidade, fica claro que confiar em senhas para autenticar usuários não é mais suficiente para garantir nossa segurança on-line. É aí que a autenticação de dois fatores (2FA) entra em jogo como um aliado na batalha pela segurança da conta e pelo controle de acesso. Provou sua eficácia e deve ser considerado como um sinalizador na proteção de suas informações pessoais.

Quem deve usar a autenticação de dois fatores? A resposta é bem simples, pessoal! Se você é um indivíduo acessando suas contas ou uma pessoa de negócios protegendo dados, a integração do 2FA em suas medidas de segurança deve ser considerada uma necessidade fundamental, porque há inúmeros tópicos esperando na esquina para atacar no momento certo.

Para indivíduos, o 2FA fornece uma camada de proteção para suas identidades de usuário. É um investimento para fazer a paz de espírito que acompanha saber que suas contas estão bem guardadas contra o acesso. Hackers e cibercriminosos se tornaram cada vez mais habilidosos em decifrar senhas, deixando-nos suscetíveis a violações. Ao adotar a autenticação de dois fatores, os indivíduos podem garantir a segurança de suas transações, e-mails pessoais e contas de mídia social.

Para as empresas, a implementação da autenticação de dois fatores se torna ainda mais crítica. As organizações lidam com grandes quantidades de dados, incluindo informações do cliente e dados proprietários. Não proteger essas informações pode ter consequências tanto financeiras quanto em termos de reputação da empresa, é claro que ninguém quer experimentar uma situação como essa.

A autenticação de dois fatores é uma defesa contra tentativas de acesso, interrompendo possíveis ataques cibernéticos desde o início. O melhor do 2FA é sua versatilidade, porque existem métodos para escolher com base nas preferências e níveis de conforto. Algumas pessoas preferem receber notificações push em seus dispositivos confiáveis, o que lhes permite acessar suas contas depois de confirmar sua identidade. Outros optam por aplicativos autenticadores que geram senhas ou códigos únicos, fornecendo uma camada de segurança além das senhas tradicionais.

Não podemos ignorar a ameaça crescente de roubo de identidade. À medida que os cibercriminosos se tornam mais avançados, o roubo de identidade se tornou um problema, causando sofrimento financeiro e emocional para suas vítimas. Ao usar a autenticação de dois fatores, os indivíduos podem diminuir significativamente o risco de suas contas serem comprometidas, tornando mais difícil para os atacantes se passar por elas e roubarem informações em comparação com o uso de apenas uma senha tradicional, portanto, se você quiser ser protegido, cabe a você começar a usar esse método inestimável de segurança.

Quais são os benefícios do 2FA?

No cenário em evolução de hoje de inúmeros tópicos esperando para atacar no momento certo, tornou-se mais crucial do que nunca proteger sua presença on-line de ameaças cibernéticas que estão crescendo em sofisticação. Medidas de segurança tradicionais, como senhas, não são mais suficientes para proteger dados e transações on-line. É aqui que a autenticação de dois fatores (2FA), juntamente com soluções como o Duo Security, entram em jogo como um divisor de águas, oferecendo uma variedade de benefícios que aumentam sua segurança em um nível totalmente novo.

Outra das vantagens da 2FA é sua defesa contra ataques de phishing. Phishing é uma técnica usada por cibercriminosos para enganar os usuários a revelar suas credenciais de login em sites. Com o 2FA, mesmo que um usuário desavisado seja vítima de uma tentativa de phishing e insira sua senha em tal site, a segunda camada de autenticação atua como uma barreira. Sem ter acesso ao dispositivo do usuário ou a capacidade de aprovar solicitações de autenticação, os esforços dos cibercriminosos se tornam insuficientes.

As transações on-line, que geralmente envolvem informações, são alvos de atores mal-intencionados. Ao implementar o 2FA, as empresas podem melhorar significativamente suas medidas de segurança. Forneça garantias aos clientes de que seus dados estão bem protegidos. Essa camada adicional de autenticação garante que apenas usuários legítimos possam acessar informações e realizar transações.

Por outro lado, a Duo Security, fornecedora de soluções 2FA, oferece uma experiência de usuário que reforça a segurança, mantendo a conveniência. Ao utilizar os métodos de autenticação Duos, os usuários podem verificar facilmente sua identidade por meio de canais como smartphones, tablets ou até mesmo telefones fixos. Essa flexibilidade permite que os usuários se autentiquem de qualquer lugar e a qualquer momento, garantindo um processo 2FA centrado no usuário.

Além disso, o recurso de solicitação de autenticação em tempo real do Duo fornece uma camada de controle atualizando sua defesa contra qualquer ataque cibernético rapidamente. Os usuários recebem notificações push sempre que alguém tenta acessar sua conta. Eles podem então aprovar a solicitação de autenticação, permitindo que eles mantenham o controle sobre sua segurança o tempo todo. Essa transparência e controle oferecem aos usuários tranquilidade, pois eles sabem que suas contas são continuamente monitoradas e protegidas contra o acesso.

Outra vantagem notável do 2FA é sua compatibilidade com uma variedade de aplicativos e plataformas. O Duo Security se integra perfeitamente aos sistemas, permitindo que as empresas implementem essa medida de segurança em toda a sua infraestrutura. Sejam serviços ou aplicativos locais, os recursos adaptáveis do Duo o tornam uma excelente escolha para organizações de qualquer tamanho ou setor.

Para concluir, os benefícios do 2FA são indispensáveis no reino digital de hoje, onde vivemos, particularmente quando alavancamos soluções como o Duo Security, que oferecem tantas vantagens. Garantir a proteção de dados, proteger transações e prevenir ataques de phishing estão entre os muitos benefícios que vêm com a implementação da autenticação de dois fatores. Ao adotar essa medida de segurança, você pode fornecer aos seus usuários uma sensação de confiança à medida que eles autenticam suas identidades e informações. Tenha certeza de que seus dados pessoais serão protegidos por uma camada de segurança.

2FA Melhora sua Segurança Cibernética

Hoje em dia, é crucial proteger nossos dados pessoais, informações confidenciais e transações financeiras. É aqui que o conceito de autenticação de dois fatores desempenha um papel fundamental. Ele fornece uma defesa contra ameaças cibernéticas e melhora a segurança cibernética geral.

Em sua essência, o 2FA é uma medida de segurança que exige que os usuários forneçam dois fatores de autenticação antes de obter acesso às suas contas. Ao incorporar fatores de autenticação, o 2FA aumenta significativamente a segurança das contas de usuário. Mesmo que um criminoso cibernético consiga comprometer a senha do usuário, ele ainda precisaria do fator de autenticação para obter acesso não autorizado. Essa camada adicional de segurança torna extremamente desafiador para os cibercriminosos violar contas e personificar a identidade do usuário.

O processo de 2FA em si é contínuo e fácil de usar. Quando os usuários tentam fazer login, eles primeiro inserem seu nome de usuário e senha. Em seguida, eles recebem um código de autenticação. Prompt, em seu dispositivo registrado, que eles devem inserir ou aprovar para obter acesso.

Este procedimento simples e eficiente garante que usuários genuínos possam acessar facilmente suas contas enquanto mantêm indivíduos não autorizados à distância.

As instituições financeiras, em particular, reconheceram o valor da autenticação de dois fatores na proteção das contas e transações de seus clientes. Ao saber que os dados são alvo de ataques cibernéticos, a autenticação de dois fatores serve como uma medida de segurança crítica para se defender contra acesso não autorizado e atividades fraudulentas. Os clientes podem se sentir confiantes sabendo que suas identidades e informações financeiras estão bem protegidas, reduzindo o risco de violações de dados e perdas financeiras.

Além disso, muitos serviços agora oferecem a opção de usar aplicativos autenticadores de terceiros como um fator no 2FA. Esses aplicativos geram códigos de autenticação baseados em tempo que podem ser utilizados em todas as plataformas, aumentando a conveniência e a segurança durante o processo de autenticação. Os usuários apreciam a simplicidade de usar um aplicativo para suas necessidades de 2FA, melhorando ainda mais sua experiência de segurança cibernética.

Em resumo, o 2FA é uma ferramenta que aprimora significativamente suas medidas de segurança cibernética. Ao exigir fatores de autenticação, ele adiciona uma forte camada de proteção às contas dos usuários, impedindo o acesso não autorizado e o roubo de identidade. O processo de autenticação é contínuo e fácil de usar, tornando-o uma solução ideal para indivíduos e empresas.

As organizações financeiras têm especificamente a oportunidade de utilizar a eficácia da autenticação de dois fatores (2FA) para proteger as informações e transações financeiras de seus clientes. Ao abraçar as capacidades do 2FA, você pode fortalecer sua presença. Defenda-se contra o cenário em constante mudança de ameaças cibernéticas. Assuma o controle de sua segurança implementando a autenticação de dois fatores para proteger o que é mais importante, as identidades de seus usuários e dados confidenciais.

2FA Fornece proteção contra ataques baseados em senha.

Os cibercriminosos se tornaram muito bons em quebrar senhas usando diferentes métodos, o que coloca nossas informações e identidade em risco de serem roubadas. Felizmente, existe uma solução chamada autenticação de dois fatores que oferece proteção contra esses perigos relacionados à senha.

A ideia básica por trás desse método de autenticação é que ele adiciona uma etapa ao processo de login baseado em senha, nos dando uma camada adicional de segurança. Em vez de confiar apenas em algo que o usuário sabe (como uma senha), o 2FA introduz um “fator de posse”. Isso significa que os usuários devem possuir uma segunda forma de verificação, normalmente algo em seu dispositivo, para concluir o processo de autenticação.

Um dos métodos mais novos e recentes para garantir a segurança é através do uso de tokens de software. Esses tokens são armazenados no dispositivo do usuário, gerando um código que muda com frequência. Essa camada adicional de proteção garante que, mesmo que um hacker consiga obter a senha do usuário, ele ainda não poderá obter acesso sem o token de software.

Outro aspecto do 2FA é o “fator conhecimento”. Isso exige que os usuários insiram uma informação que conhecem junto com sua senha. Isso pode ser qualquer coisa, desde responder a uma pergunta de segurança até inserir um código de verificação recebido por SMS ou e-mail. Ao incorporar esse fator de conhecimento, a autenticação de dois fatores adiciona mais um obstáculo para os atacantes que tentam violar contas.

A autenticação de dois fatores é uma medida de segurança do usuário que não exige requisitos mínimos do sistema. Ele pode ser facilmente usado em dispositivos como smartphones, tablets ou computadores para receber códigos de verificação ou utilizar tokens de software.

A adoção do 2FA traz vários benefícios, especialmente para aqueles que gerenciam várias contas. Usar a mesma senha em várias contas e plataformas é uma prática arriscada, pois significa que uma única violação pode comprometer todas as contas. Com o 2FA em vigor, mesmo que a senha do usuário seja comprometida em uma plataforma, o fator de posse ainda protegerá suas outras contas.

A Aliança “Fast Identity Online” (FIDO) desempenhou um papel significativo na promoção da autenticação sem senha. O FIDO2, um conjunto de padrões introduzidos pela aliança, permite logins sem senha usando traços biométricos, como impressões digitais ou reconhecimento facial. Essa abordagem revolucionária erradica completamente a necessidade de senhas, oferecendo um método de autenticação altamente seguro e conveniente.

Proteção de Informações Pessoais e Comerciais Sensíveis

A prevalência de ameaças cibernéticas e violações de dados enfatizou a necessidade de medidas de segurança robustas que vão além da proteção tradicional por senha. A autenticação de dois fatores surge como uma solução poderosa, fornecendo uma camada adicional de defesa contra acesso não autorizado e garantindo a segurança de nossos dados mais valiosos.

Hoje em dia, os cibercriminosos usam uma variedade de abordagens para roubar informações privadas e confidenciais ou dados comerciais inestimáveis. Uma das maneiras mais comuns e bem-sucedidas de fazer isso é usando uma tentativa de autenticação em dispositivos móveis e cobrindo-a como uma mensagem, e-mail ou aplicativo legítimo. Onde eles estão pedindo suas credenciais de login ou pedindo que você tome ações que lhes darão acesso às suas contas.

Se você tiver o azar de fornecer as informações solicitadas, eles imediatamente terão acesso aos seus dispositivos e as usarão para roubar informações confidenciais, com o único significado de pedir ransomware. Nesses casos, é crucial usar métodos de autenticação de dois fatores por causa da camada adicional de proteção. Ao fazer isso, você terá tranquilidade sabendo que suas informações são o mais seguras possível.

Para que tipo de contas o 2FA funciona?

Ativar esse recurso de segurança pode ajudar a proteger sua conta contra acesso não autorizado, caso alguém de alguma forma obtenha suas informações de login.

Embora seja essencial habilitar o 2FA para contas de mídia, é ainda mais crucial para quaisquer contas que armazenem informações financeiras ou detalhes do seu número de identificação pessoal. Apesar da pequena inconveniência de um processo de login mais longo, os especialistas em segurança recomendam ativar o 2FA sempre que possível e usá-lo em suas contas de e-mail, gerenciadores de senhas, aplicativos de mídia social, serviços de armazenamento em nuvem e contas de serviços financeiros. Portanto, não se esqueça de nossas recomendações na próxima vez que você criar uma nova conta ou melhorar as medidas de segurança em uma já existente.

Contas de e-mail

Quando criamos contas de e-mail, muitas vezes esquecemos que esta é a primeira conta que devemos proteger o mais forte possível. É um fato bem conhecido que em nossa caixa de e-mail, as informações armazenadas são para quase todas as nossas contas. Isso significa que se alguém conseguir quebrar nossas medidas de segurança e tiver acesso ao nosso e-mail, receberá informações confidenciais relacionadas a quase todas as nossas contas. Então, o primeiro passo que temos que dar é proteger nossa conta de e-mail da melhor maneira possível.

Contas de Mídia Social

Por exemplo, se você ativar a autenticação de dois fatores em sua conta do Facebook, precisará fornecer não apenas suas credenciais de login, mas também um código de verificação sempre que tentar fazer login em um novo dispositivo. Com o 2FA ativado, o Facebook envia automaticamente uma mensagem de texto para o seu dispositivo durante o processo de login. Esta mensagem contém um código de verificação que você deve inserir para fazer login na sua conta.

Você deve se lembrar de que é sua responsabilidade garantir a melhor proteção possível para cada uma de suas contas usando métodos de autenticação de dois fatores sempre que possível.

Banco Online

Aqui estamos nós, o Santo Graal para os cibercriminosos. Este é o principal alvo para obter acesso ao banco on-line de alguém e a qualquer informação financeira. A torta mais deliciosa para eles são essas contas, porque não há necessidade de pedir resgate, uma vez que eles já tenham acesso às suas finanças, eles têm a capacidade de esvaziar sua conta bancária privada em um piscar de olhos. Então, se você não quiser acordar de manhã com bolsos on-line vazios, use todos os recursos de segurança para proteger seu dinheiro.

Métodos de autenticação de Serviços de Armazenamento em Nuvem

Outra mordida doce para os cibercriminosos é o seu espaço pessoal na nuvem. Por exemplo, a Apple emprega métodos para garantir a segurança das contas do iCloud, incluindo a verificação por SMS e sua abordagem de “Dispositivos Confiáveis”. Com o método Dispositivos Confiáveis, um código é enviado diretamente para o dispositivo de um usuário confiável, aparecendo em uma janela na tela. O Google tem um sistema que pode solicitar que você confirme o login de outro dispositivo vinculado à sua conta. Garantir proteção multicamadas para seus usuários é inteligente o suficiente, certo?

Trabalho e Negócios

Toda corporação de negócios, não importa quão pequena ou grande, deve ter forte segurança se quiser manter a continuidade dos negócios e um ambiente de negócios saudável. A maioria dos atacantes cibernéticos tem como alvo as organizações empresariais como vítimas em potencial.

Com o único propósito de quebrar sua segurança, roubar as informações desejadas e, em seguida, pedir ransomware. Em cenários como este, as vítimas não têm outra opção a não ser pagar o ransomware se não tiverem um plano de recuperação ou estratégia para fazer backup de seus dados. Caso você esteja usando o melhor software de recuperação do mercado, o Acronis Cyber Protect Home Office, você pode rir dos criminosos cibernéticos e enviar-lhes saudações porque eles não receberão um dólar, mas, por outro lado, você receberá seu backup completo e recuperação de conta e continuará sua vida como de costume.

Carteiras de Criptografia

As carteiras criptográficas se tornaram ferramentas para gerenciar ativos digitais, como criptomoedas. À medida que o valor desses ativos aumenta, também aumenta a importância das medidas de segurança. A autenticação de dois fatores surgiu como uma camada de defesa para carteiras.

Ao usar o 2FA, os usuários são obrigados a fornecer uma etapa de verificação além de sua senha antes de acessar sua carteira. Isso pode ser na forma de um código de verificação único enviado para o dispositivo ou gerado por um aplicativo autenticador. A implementação do 2FA aumenta significativamente a segurança das plataformas de carteira de criptografia, que são o principal alvo hoje em dia para os cibercriminosos.

Isso, é claro, torna mais difícil para indivíduos não autorizados obter acesso aos fundos dos usuários. No cenário atual de ameaças cibernéticas em evolução, o 2FA continua a ser uma prática para proteger ativos de criptografia e fornecer aos usuários paz de espírito sobre a segurança de sua riqueza digital. Se os usuários estão negociando, mantendo ou negociando criptomoedas, eles podem confiar que suas carteiras de criptografia estão protegidas contra ataques com a camada adicional de segurança fornecida pela 2FA.

Melhores Práticas para Usar 2FA (Autenticação de Dois Fatores)

As melhores práticas para usar a autenticação de dois fatores são essenciais para maximizar sua eficácia no aprimoramento da segurança cibernética. Em primeiro lugar, habilitar o 2FA em todas as contas é crucial. Seja e-mail, mídia social ou plataformas financeiras, ter métodos de autenticação de dois fatores adiciona uma camada extra de segurança para proteger informações confidenciais.

Explorar várias opções, como códigos baseados em SMS, aplicativos autenticadores, verificação biométrica ou tokens de hardware, fortalece a postura de segurança e torna mais desafiador para potenciais atacantes comprometerem contas. Manter os dispositivos móveis seguros é fundamental, pois muitos métodos 2FA envolvem o envio de códigos de verificação para smartphones. Usar senhas fortes, ativar a autenticação biométrica, se disponível, e nunca deixar os dispositivos sem supervisão ajuda a evitar o acesso não autorizado. Além disso, a preparação para o acesso off-line é vital, especialmente durante a viagem ou quando o método de autenticação principal não está disponível.

Revisar regularmente as permissões do aplicativo e se educar sobre ameaças de phishing e engenharia social são igualmente essenciais. Encontrar um equilíbrio entre segurança e experiência do usuário, juntamente com manter-se informado sobre as tendências cibernéticas em evolução, completa as melhores práticas para alavancar a 2FA de forma eficaz em nosso mundo cada vez mais digital e interconectado.

Os maiores desafios de implementar e manter o 2FA

Integrar e manter a autenticação de dois fatores (2FA) é um passo para fortalecer a segurança cibernética e proteger os dados. No entanto, como qualquer medida de segurança, apresenta obstáculos. Abaixo estão alguns dos obstáculos que organizações e indivíduos encontram ao implementar e sustentar o 2FA.

  1. Adoção do usuário: Um dos principais desafios da implementação do 2FA é a adoção do usuário. Alguns usuários podem achar a etapa de autenticação adicional inconveniente ou confusa, levando à resistência à adoção dessa medida de segurança. A educação e o treinamento adequados do usuário são essenciais para superar esse desafio e incentivar os usuários a adotar o 2FA.
  2. Integração Técnica: Integrar esse tipo de segurança em sistemas existentes pode ser complexo, especialmente para organizações com uma ampla gama de aplicativos e plataformas. Problemas de compatibilidade e requisitos técnicos podem representar desafios durante a fase de implementação. O planejamento e a coordenação adequados com as equipes de TI são necessários para superar esses obstáculos.
  3. Backup e Recuperação: A autenticação de dois fatores depende de vários fatores, e perder o acesso a um deles pode bloquear os usuários de suas contas. Estabelecer mecanismos robustos de backup e recuperação, como fornecer códigos de backup ou métodos alternativos de autenticação, é crucial para garantir o acesso contínuo aos usuários.
  4. Custo e Recursos: Implementar e manter o 2FA pode exigir investimento financeiro e a alocação de recursos. Tokens de hardware, aplicativos de autenticação e treinamento de funcionários podem aumentar o custo geral. As organizações precisam equilibrar os benefícios da segurança aprimorada com as despesas associadas.
  5. Gerenciamento de Dispositivos Móveis: Muitos métodos 2FA envolvem o envio de códigos de verificação para dispositivos móveis. Gerenciar uma frota de dispositivos pessoais ou emitidos pela empresa e garantir sua segurança pode ser um desafio, especialmente para organizações com uma política de trazer seu próprio dispositivo (BYOD).
  6. Phishing e Engenharia Social: Embora esse tipo de autenticação forneça uma camada extra de segurança, ela não é totalmente imune a ataques de phishing e engenharia social. Os cibercriminosos podem tentar enganar os usuários para que revelem seus códigos de verificação por meio de táticas enganosas. A conscientização e a educação do usuário são fundamentais para combater essas ameaças.
  7. Experiência do Usuário: Encontrar um equilíbrio entre segurança e experiência do usuário é essencial. Processos 2FA excessivamente complexos ou solicitações de autenticação frequentes podem frustrar os usuários e levar a soluções alternativas que comprometem a segurança. Simplificar a experiência de autenticação sem comprometer a segurança é um desafio contínuo.

Qual é o futuro da tecnologia 2FA?

O futuro da tecnologia de autenticação de dois fatores mostra potencial, à medida que o campo da segurança cibernética continua a evoluir. Com a crescente complexidade das ameaças cibernéticas, tornou-se essencial ter medidas para verificar identidades. Uma tendência notável é a crescente adoção de métodos de autenticação biométrica. Avanços na tecnologia, como reconhecimento de rosto ou dedo, digitalização de íris e autenticação de voz, fornecerão maneiras mais seguras e convenientes de confirmar identidades.

Além disso, há um interesse crescente na autenticação sem senha, onde as senhas tradicionais são substituídas por alternativas como chaves ou biometria. Isso não elimina os riscos associados a ataques relacionados a senhas. Espera-se que dispositivos vestíveis, como smartwatches e rastreadores de fitness, desempenhem um papel no 2FA, oferecendo autenticação perfeita por meio de seus sensores biométricos. O surgimento dos dispositivos da Internet das Coisas (IoT) também abre possibilidades para a implementação do 2FA, permitindo que os dispositivos conectados interajam com segurança.

Além disso, os avanços na inteligência e no aprendizado de máquina permitirão técnicas sofisticadas de análise comportamental que criam processos de autenticação dinâmicos e adaptativos. À medida que nosso mundo se torna cada vez mais interconectado, é provável que as soluções 2FA baseadas em blockchain ganhem popularidade devido à sua natureza descentralizada e resistência à adulteração.

Em geral, as perspectivas para a tecnologia de autenticação de dois fatores parecem promissoras. Podemos esperar testemunhar o surgimento de métodos de autenticação fáceis de usar em um futuro próximo. Essas inovações desempenharão um papel na proteção de nossas identidades e informações confidenciais, especialmente à medida que as ameaças cibernéticas continuam a evoluir.

Recapitulação da Tecnologia 2FA no mundo moderno

Ao implementar um processo de verificação em duas etapas, esse tipo de segurança oferece uma camada de proteção que vai além do uso de senhas. A adoção generalizada do 2FA desempenhou um papel na minimização dos riscos colocados por ameaças cibernéticas, como ataques de phishing e violações de senha. Serve como um escudo contra tentativas de acesso. O surgimento de tecnologias, como impressão digital e reconhecimento facial, não apenas tornou a autenticação multifatorial mais conveniente e fácil de usar, mas também melhorou seus recursos de segurança.

Além disso, os contínuos avanços em métodos de autenticação sem senha, dispositivos vestíveis e soluções baseadas em blockchain expandiram o escopo do 2FA, garantindo medidas de segurança contra ameaças cibernéticas em constante evolução. À medida que a tecnologia continua a progredir e as técnicas inovadoras de autenticação são ainda mais integradas, esse tipo de segurança continua sendo um elemento para proteger nossa presença no reino digital em que vivemos atualmente.

Referências adicionais:

Hoxhunt. 5 ways attackers can bypass two-factor authentication

Security Blvd. (2021) How Social Engineering Tactics Can Crack Multi-Factor Authentication

Traduzido por Philip Obrien
CEO da Backup Já, empresa parceira Platinum da Acronis.
Fone 11 4280-0886
E-mail contato@backupja.com.br

Fonte https://www.acronis.com/en-us/blog/posts/two-factor-authentication/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *